Notícias e eventos

Parceria entre a Pró-Reitoria de Pesquisa e a Biblioteca Universitária visa aumentar a visibilidade da produção científica da UFMG

 

Na quarta-feira (28), em reunião realizada na Biblioteca Universitária, a Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (PRPq/UFMG) solicitou o auxílio das bibliotecas da UFMG na análise e monitoramento da produção científica da Universidade.

Os estudos apresentados por integrantes da Pró-Reitoria de Pesquisa detectaram uma discrepância do número de publicações informadas nos currículos Lattes dos professores, daquelas registradas nas bases de dados analisadas. Essa discrepância, segundo o professor Carlos Basílio Pinheiro,  diretor de produção científica da UFMG,  prejudica a visibilidade da real dimensão da produção intelectual da Universidade e essa visibilidade é importante, por exemplo, para aumentar os investimentos em pesquisas.

Entre os motivos para a discrepância no número de publicações científicas creditadas à UFMG, está a inconsistência nas informações fornecidas pelos autores dos artigos. A padronização dessas informações é uma das soluções para aumentar a chance de serem recuperadas corretamente pelas bases de dados. O ideal seria que os pesquisadores informassem primeiro o nome da instituição (Universidade Federal de Minas Gerais (sem abreviatura)), seguido pelo nome da Unidade Acadêmica à qual pertencem e, por último, pelo Departamento.

O professor Carlos Basílio sugeriu que as bibliotecas acompanhem, mais de perto, as produções científicas dos docentes das unidades onde estão localizadas, para identificar possíveis problemas e comunicá-los à PRPq. E a convite dele, a bibliotecária Shirley Maciel, que esteve à frente da coordenação da Biblioteca do Departamento de Física (DF) por vários anos, apresentou as iniciativas já realizadas pela biblioteca dessa unidade. Entre elas, está a produção de gráficos e relatórios confrontando as informações apuradas pela Biblioteca sobre a produção dos docentes do DF, com aquelas encontradas nas bases de dados. Quando há discrepância entre as informações, esse material é apresentado aos professores para que eles possam buscar, junto com as bibliotecárias do Departamento de Física, soluções para os problemas detectados.

Ao fim da reunião, os(as) coordenadores(as) das bibliotecas da UFMG ficaram responsáveis por buscar maneiras para estreitar os laços com os docentes da unidade onde trabalham e sugeriram, à Pró-Reitoria de Pesquisa, a criação de um manual com os procedimentos e normas a serem seguidas pelos docentes na publicação de artigos científicos. 

Joomla templates by a4joomla