Notícias e eventos

Comitê Nacional de Memória do Mundo da UNESCO lança edital 2017

Estão abertas, até o dia 31 de julho deste ano, as candidaturas ao Registro Nacional do Brasil no Programa Memória do Mundo da UNESCO, para o ano de 2017. Serão selecionados documentos ou conjuntos documentais de natureza arquivística e bibliográfica – inclusive documentos audiovisuais–, custodiados em território nacional, e de relevância para a memória da sociedade brasileira. Os formulários de candidatura, preenchidos, devemser enviados exclusivamente em formato digital para o e-mail  This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

A coordenadora da Divisão de Coleções Especiais e Obras Raras da UFMG, Diná Araújo, empossada no Comitê Nacional do Programa Memória do Mundo em 2015, explica que participar desse processo seletivo é muito importante, já que, caso os documentos submetidos sejam selecionados, “o registro deles no Programa Memória do Mundo da UNESCO conferirá visibilidade mundial ao patrimônio avaliado e à instituição na qual ele se encontra”.

 

O resultado com o nome dos selecionados no edital de 2017 será divulgado no dia 9 de outubro, no site do Comitê MOW-Brasil. E no dia 7 de dezembro, os acervos elegidos receberão os certificados de nomeação e o selo que os identifica como acervos "Memória do Mundo da UNESCO", a nível nacional, em cerimônia no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro. Os nomes desses acervos também constarão em Portaria do Ministério da Cultura, publicada no Diário Oficial da União.

 

Coleção de Minas Gerais faz parte do registro brasileiro do Programa Memória do Mundo

 

De 2007 a 2016, noventa e um acervos brasileiros foram nomeados no Programa Memória do Mundo da UNESCO, que visa preservar e difundir documentos, arquivos e bibliotecas de grande valor para os descobrimentos, conquistas e evolução da humanidade.

A Coleção de Obras Raras da Biblioteca Mineiriana, do Instituto Cultural Amilcar Martins, está entre os acervos nacionais nomeados em 2016. Com curadoria do professor Amilcar Vianna Martins Filho, da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, a Coleção traz preciosidades da história de Minas Gerais.

 

Entre as raridades do acervo, estão as obras completas do inconfidente Cláudio Manoel da Costa, em edição de 1768; o relato do Triunfo Eucarístico, realizado em Vila Rica em 1733, que marcou a condução triunfal do Santíssimo Sacramento da Igreja do Rosário para a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar; e os poemas épicos “Caramuru”, de José de Santa Rita Durão, sobre a conquista da Bahia (edição de 1781) e “O Uraguay” (edição de 1769 em grafia original), de Basílio da Gama, sobre os entreveros entre portugueses e espanhóis na região do Rio da Prata.

 
 
Joomla templates by a4joomla